Perguntas Frequentes

Importar & Exportar

No acordo que criou a zona SEPA, qualquer um dos 35 países que a compõem podem fazer transferências entre si e estas seriam tratadas como transferências internas. Por exemplo você pode transferir dinheiro da Alemanha para a Holanda gratuitamente porque atualmente a taxa de transferência doméstica na Alemanha é zero

No nosso sistema sua conta oficialmente será na Finlândia e dentro do sistema do banco Sueco Nordea o que o permite receber pagamentos de toda a região SEPA gratuitamente. Esta conta é virtual com um número IBAN individual e ela só pode ser usada para receber pagamentos. Assim que o pagamento chega a B2B Pay o notifica e envia o dinheiro para o seu banco local por uma taxa de 1%.

Isso também beneficia seus clientes porque eles podem transferir seus pagamentos para sua conta virtual IBAN Europeia na mesma forma com os mesmos custos de uma transferência eletrônica que na maioria dos países é gratuita!

Quando um exportador fornece seus dados de pagamento, estes incluem dados bancários do banco local. Por exemplo um exportador dos Estados Unidos vai adicionar dados de seu banco americano assim como um exportador brasileiros faria o mesmo com os seus dados bancários.

Ao inscrever-se com a gente, você recebe uma conta bancária virtual na Europa o que inclui seu próprio número IBAN. A conta não é uma conta bancária tradicional mas funciona exatamente como uma para o fim específico de receber pagamentos dentro da Europa. Quando você inclui seus detalhes bancários numa fatura ou contrato, do ponto de vista de seu cliente o pagamento é como um pagamento regional que é simples e rápido.

Quando começamos a criar nosso sistema de pagamentos B2B conversamos com muitos tipos de clientes mundo agora assim como importadores na Europa. Falar com exportadores foi fácil mas o mesmo não o que aconteceu com importadores.

Usamos as câmaras de comércio internacional Finlandesas e Alemãs para tentarmos conversar com importadores e descobrir os tipos de desafios que encontravam ao enviar pagamentos. Nossos conselheiros entraram em contato com CEOs e CFOs destas companhias. Queríamos falar com eles para entender quanto tempo eles desperdiçavam fazendo pagamentos internacionais e quanto estes o custavam.

Abaixo uma resposta típica de um dos representantes da câmara de comércio:

Pessoal, recebi uma mensagem do Sr. X que indica que nenhuma das empresas que ele conversou identifica isso como um problema.

Sua primeira reação é que não há um problema, então qual é a situação?

O problema é que pagamentos internacionais são caríssimos, então por que eles não vêm isso como um problema? A resposta é muito simples: o importador fecha o negócio em dólares ou euros portanto qualquer custo relacionado a taxa de conversão é ônus do exportador. Por exemplo, num contrato de €100 mil o importador instrui seu banco a pagar os €100 mil. Qualquer taxa de câmbio será de responsabilidade do exportador quando o mesmo recebe seu dinheiro na moeda local.

Exportadores encaram dois problemas nesta situação:

  • Existem atrasos no pagamento graças a montanha de burocracia que é requerida para realizar pagamentos internacionais.
  • As taxas de conversão monetária e transferência variam entre 3-6%, parcialmente graças aos custos de spread.

O importador também sai perdendo

Esta é uma situação muito frustrante para o exportador. A maioria deles não tem o poder de barganha para negociar termos contratuais mais vantajosos para si com os importadores.

Quando um exportador faz uma oferta para vender bens ou serviços este passa por um processo simples:

Preço do produto= custo de produção + custo operacional + margem de lucro + custos de transação (conversão, envio, seguro, seguro)

Efetivamente exportadores aumentam seu preço para compensar pelas perdas sofridas com as altas taxas de transação.

Portanto não precisamos ser economistas para chegar a conclusão que ao reduzir os custos de transação o exportador vai manter parte das economias e passar uma parte para seus clientes.

No mundo ideal apenas ao baixar as taxas de transação para pagamentos internacionais importadores e exportadores economizariam 1.5% cada um. Se imaginar isso como parte de um montante bilionária é uma economiza longe de negligenciável.

Felizmente com a conta bancária virtual da B2B Pay este mundo ideal torna-se possível para exportadores para a Europa.

Inscreva-se na B2B Pay

Eu sou Brasileiro e comecei meu negócio de importação e exportação. Até onde sei todas as transações são controladas pelo Banco Central do Brasil. A B2B Pay tem permissão/aprovação/licença para realizar transações bancárias?

Nós estamos dentro de todas as normas internacionais. Ao entrar num mercado nós garantimos que nosso modelo de negócio e produto funciona dentro do quadro regulamentar vigente incluindo o negócio de conversão monetária.

A B2B Pay oferece um serviço de pagamento para pagamentos que saem do mercado europeu, e como tal somos regulamentados pela União Europeia para realizar transações financeiras. Nós não oferecemos qualquer tipo de serviço financeiro como financiamentos ou contas corrente no Brasil. Nosso serviço é puramente envio de dinheiro internacionalmente para brasileiros interessados em receber dinheiro de seus clientes na Europa de uma forma muito mais rápida e econômica. Nossa interação com o Banco Central é limitada a seguir os procedimentos do mesmo sobre envio internacional porque nossos processos relacionados ao Brasil são realizados pelo nosso parceiro com o banco Itaú.

Atualmente nossa oferta de serviços é uma conta de banco virtual na Europa para recebimentos em euros e para empresas que tem clientes na zona SEPA (Área Única para Pagamentos eu Euros). A zona SEPA é a maior area livre de comércio no mundo englobando 500 milhões de pessoas.

No futuro queremos oferecer soluções de pagamento para outras moedas como o dólar e a libra.

Como a B2B Pay funciona

Uma vez que seu dinheiro chega na sua conta bancária virtual, nós o enviamos uma confirmação via email assim como a possibilidade de checar isso pelo aplicativo online. Em seguida transferimos o dinheiro para sua conta local menos a nossa taxa de 1%.

Atrasos causados por burocracia bancária

Bancos tradicionais em muitos processos. Tem muita regulamentação em torno de dados pessoais e a execução de pagamentos. Nossos requerimentos de segurança são os mesmos de um banco mas nosso serviço é apenas uma fração do oferecido por um banco e nesta parte aprendemos a ser muito mais eficientes porque somos especializados. Nós implementamos esta mais rápida e inteligente forma porque fazemos checagens de segurança antes de tudo, para assim processos os pagamentos o mais rápido possível sem atrasos.

Seu cliente na Europa pode te pagar fazendo uma simples transferência SEPA. Pagamentos em euros em 35 países Europeus são realizados sem taxas (na grande maioria dos casos, ou uma taxa nominal caso exista) e pagamentos SEPA são finalizados no próximo dia útil.

Assim que o dinheiro chega na sua conta bancária virtual na Finlândia, nós o informamos e iniciamos o processo de transferência para sua conta regional. E é aí que você economiza muito dinheiro!

Mapa de países SEPA

Normalmente transferências internacionais de até 250,000€ são manuseadas uma por uma. Isso significa que um colaborador no seu banco processa cada transação manualmente o que é caro. Este custo eventualmente cai sobre você através de desvantajosas taxas de conversão. Além disso, se o seu cliente te paga através de um pequeno banco regional na Europa é muito provável que o seu pagamento será realizado através de um banco parceiro - muitas vezes de maior porte - o que acarretará em ainda mais um custo adicional. Agora são dois bancos cobrando taxas! Se você realizar transferências acima de 1 milhão de euros é possível conseguir negócios melhores. É por isso que agregamos várias transações para conseguir um melhor negócio para você com nosso parceiro bancário Sueco/Finlandês Nordea.

A B2b Pay fez parcerias com duas prestigiadas instituições financeiras; o banco Nordea que é um dos maiores e mais confiados bancos mundiais com sede na Suécia e o banco Barclays que é líder mundial em finanças.

Recebemos investimentos do governo Finlandês e de investidores na Finlândia e nos Estados Unidos.

Seu dinheiro é controlado pelo Banco Nordea. Nós somos controlados pelas autoridades bancárias Finlandesas. Seu dinheiro está 100% seguro na sua conta bancária virtual e durante transferências.

Esta conta é válida nos países abaixo para transferências em euros. Você pode receber pagamentos de qualquer um destes países usando a sua conta.

Ela é válida para transferências em euros nos 35 países da zona do Euro:

  1. Os 28 Estados membros da União Europeia, incluindo
    • Os 19 países que estão na zona do Euro:

      Áustria, Bélgica, Chipre, Estônia, Finlândia, França, Alemanha, Grécia, Irlanda, Itália, Letônia, Lituânia, Luxemburgo, Malta, Holanda, Portugal, Eslováquia, Eslovênia, Espanha.

    • Os 9 países que não estão na zona do Euro mas podem fazer transferências em euro gratuitas dentro da zona SEPA:

      Bulgária, Croácia, República Checa, Dinamarca, Hungria, Polônia, Suécia, Reino Unido

  2. Os 4 Estados Membros da Associação de Livre Comércio Europeu:

    Islândia, Liechtenstein, Noruega, Suíça

  3. Outros Estados Europeus

    Mônaco, San Marino, Andorra

Não. Por um tempo limitado, a taxa de inscrição para abrir sua conta bancária virtual na Europa é zero.

Você paga a taxa de 1% apenas quando nós transferimos o pagamento de volta para seu país de origem. A taxa cobre:

  • Taxas pela transação individual que variam de €1 a €30
  • Taxas de conversão
  • Manutenção da conta
  • Custos operacionais

SAIA MAIS Como isso funciona?

Somos uma empresa enxuta e diferente de bancos, nós carregamos o fardo dos grandes custos fixos, processos bancários complexos manuais ou infraestrutura de TI complexa.

Uma conta virtual baseada na Europa

Estamos focados numa coisa apenas: oferecer-te a melhor e mais fácil e mais barata solução. Isso é possível porque oferecemos uma conta bancária virtual com seu próprio IBAN Europeu combinado o as melhores taxas de transferência e câmbio no mercado.

As vezes chamamos esta conta de Proxy ou VPN porque ela te dá uma presença virtual na Europa sem precisar estar fisicamente presente como empresa na Europa. É como se você estivesse na Europa o que o permite a visitar o banco regional do importador e conseguir negociar as melhores taxas para você.

Estamos focados na India e no Brasil. Estamos de braços abertos para todos, no entanto não oferecemos o serviço para países fora da zona SEPA. Nosso negócio está crescendo rapidamente e encorajamos inscrições agora para quando a B2B estiver disponível no seu país.

Se você é de outro país, por favor entre em contato porque gostaríamos de conhecê-lo e entender melhor sobre as formas de processamento de pagamentos no seu país e possivelmente oferecer-lhe uma conta personalizada e participar de nossos processo piloto para o seu país.

Ficaríamos especialmente felizes se escutar de você se você vir dos seguintes países:

B2B Pay

A nossa taxa de 1% tem margem o suficiente para termos um negócio rentável.

IBAN significa Número de Conta Bancária Internacional e este é um sistema bancário internacional para números de contas de banco. O sistema IBAN facilita transações bancárias internacionais em muitos países.

Diferente do código BIC, que refere-se a um banco específico, o IBAN refere-se a uma conta bancária específica.

O IBAN é usado em todos os países europeus (exceto pela Rússia e Bielorrússia) e dezenas de países não Europeus. Dentro da zona SEPA é muito conveniente transferir dinheiro para outros países.

O código IBAN faz com que transações entre países sejam facilitadas. Estas foram adotadas pela Comitê Europeu de Padrões Bancários (ECBS em inglês) para facilitar pagamentos dentro da União Europeia o que mais tarde tornou-se o padrão internacional ISO 13616:1997. O padrão atual é o ISO 13616:2007. A partir de 2016 este é utilizado em 69 países além dos países europeus especialmente no Caribe e no oriente médio que utilizam o sistema IBAN de numeração.

Estrutura dos códigos IBAN

Uma conta IBAN consiste de um máximo de 35 caracteres alfanuméricos e tem um número total fixo por país. Os dois primeiros números indicam o código do país. Então vem a soma de verificação (checksum) de dois números e a seguir o número de conta nacional.

Diferente do BIC, que refere-se a um banco específico, o IBAN refere-se a uma conta bancária específica.

Dentro da zona Europeia códigos IBAN são utilizados assim como no Brasil e outros países.

Mapa de países IBAN 2016

Países Europeus com IBAN, 2016

País Comprimento do código IBAN
Albânia 28
Andorra 24
Áustria 20
Bélgica 16
Bósnia e Herzegovina 20
Bulgária 22
Croácia 21
Chipre 28
República Checa 24
Dinamarca 18
Estônia 20
Ilhas Feroé 18
Finlândia 18
França 27
Geórgia 22
Alemanha 22
Gibraltar 23
Grécia 27
Groenlândia 18
Guernsey 22
Hungria 28
Islândia 26
Irlanda 22
Ilha de Man 22
Itália 27
Jersey 22
Kosovo 20
Letônia 21
Liechtenstein 21
Lituânia 20
Luxemburgo 20
Macedônia 19
Malta 31
Moldova 24
Mônaco 27
Montenegro 22
Holanda 18
Noruega 15
Polônia 28
Portugal 25
Romênia 24
São Marino 27
Sérbia 22
Eslováquia 24
Eslovênia 19
Espanha 24
Suécia 24
Suíça 21
Ucrânia 29
Reino Unido 22

Países IBAN não-Europeus 2016

Country Comprimento do código IBAN
Algéria 24
Angola 25
Azerbaijão 28
Bahrain 22
Benin 28
Brasil 29
Ilhas Virgens Britânicas 24
Burkina Faso
Burundi 16
Camarões 27
Cabo Verde
República Centroafricana
Congo 27
Costa Rica
República Dominicana
Egito 27
Guiana Francesa
Polinésia Francesa
Gabão 27
Guadeloupe 27
Guatemala 28
Irão 26
Israel 23
Costa do Marfim
Jordânia 30
Cazaquistão 20
Kuwait 30
Líbano 28
Madagascar 27
Mali 28
Martinique 27
Mauritânia 27
Maurício 30
Moçambique 25
Nova Caledônia
Paquistão 24
Estado da Palestina
Qatar 29
Reunião 27
Saint-Pierre e Miquelon
São Tomé e Príncipe
Arábia Saudita
Senegal 28
Timor-Leste 23
Tunísia 24
Turquia 26
Emirados Árabes Unidos
Wallis e Futuna

Contas bancárias virtuais na Europa

Com códigos IBAN contas bancárias virtuais tornaram-se mais populares. Com muitos bancos você pode inclusive requerir IBANs adicionais para sua conta.

Contas virtuais também levaram a existência de inovações como a conta de pagamentos virtual da B2B Pay que torna possível receber pagamentos de empresas por uma taxa bem mais baixa do que uma transferência bancária - o que incluirá uma forma de automatização de todo o processo graças a API de pagamento.

Inscreva-se com a B2B Pay

Introdução ao EPC

Aqui está uma breve introdução do código IBAN feita pelo Conselho Europeu de Pagamentos com menos de 3 minutos de duração.

image

A taxa média de mercado é o valor médio entre o preço de compra e venda de duas moedas – o que o comprador esta disposto a pagar e o preço que o vendedor está disposto a vender. Ela também é chamada de taxa entre-bancos ou PTAX. Esta taxa oficial é geralmente mais baixa do que o dólar comercial na prática mas a diferença é pequena.

A Taxa média de mercado aplicada de forma correta é universalmente reconhecida como a mais transparente e precisa taxa de câmbio monetário pois reflete movimentos financeiros nos mercados de Câmbio em tempo real.

Bancos e corretores normalmente incluem seu spread na taxa média de mercado, o que efetivamente é uma taxa bancária secreta adicionada a cotação oferecida.

Um dos objetivos da B2B Pay é a transparência a respeito da taxa de câmbio. Oferecemos empresas a oportunidade de executar câmbio pela taxa real porque cortamos o intermediador.

Um exemplo da taxa média de mercado é se a taxa de compra é 2 e a taxa de venda é 1.5, portanto a taxa média de mercado seria a média de ambos: 1.75.

Exportadores e empresários entrando no mundo de pagamentos eletrônicos deverão aprender muitos termos novos para navegar com sucesso tais sistemas de pagamentos automáticos e utilizar todo o potencial de seus serviços de conversão de moeda. Mais do que apenas aceitar pagamentos de seus clientes do mundo todo na sua própria moeda, o exportador podem usufruir os benefícios de estarem na vanguarda das transações financeiros no mundo eletrônico.

O câmbio pela taxa média de mercado para exportadores

Para exportadores já com anos de mercado e que já usufruem de sistemas de ponto de venda robustos e inteligentes, uma conta bancária virtual B2B na Europa pode ser uma grande vantagem. Ela pode ajudar o seu negócio automatizando as responsabilidades de envio de faturas e a coleta de pagamentos incluindo taxas de atraso e juros. Aqueles interessados em exportar para a Europa podem usar nossa tecnologia financeira de serviço bancário virtual para reduzir custos e economizar para seus clientes as taxas de câmbio. Ou seja, receber em moeda estrangeira vira uma situação corriqueira com o seu banco virtual em vez de um complicado processo de transferência bancária internacional com taxas altíssimas. Isso acontece porque a B2B Pay e outros banco virtuais são baseados em tecnologia em vez de cofres e prédios com centenas de funcionários realizando processos manuais.

Taxa média de mercado e a spread

Spread

A diferença entre a taxa de compra e venda é conhecida como spread. Spread financeiro é normal na indústrias do mercado de ações, moedas e outros mercados de finanças. Um simples exemplo de spread é a diferença nos valores de compra e venda entre moedas. Por exemplo, para comprar um Euro você gastar 1.16 dólares mas ao vender um Euro você recebe apenas 1.10 dólares. Isso significa que o spread é de 6 centavos ou 5.3%.

A taxa média de mercado neste caso seria de 1.13 dólares, também chamada de taxa de câmbio real, ou taxa PTAX que é ligeiramente mais baixa que a cotação comercial. Mesmo sendo indicado em porcentagens, o spread é ainda assim parte da contabilidade financeira e custos de um negócio. Sua empresa pode evitar gastar estes percentuais desnecessariamente através do uso de uma conta bancária virtual da B2B Pay.

Câmbio Monetário

Quando o seu cliente Europeu efetua um pagamento na moeda e banco locais, é você que vai receber o dinheiro no valor da conversão escolhida e portanto utilizada pelo banco regional do cliente estrangeiro. Esta é muitas vezes de pelo menos 2% da taxa média de mercado e muitas vezes ultrapassa os 6% (no caso do Real Brasileiro e da Rupia Indiana).

Usar uma conta bancária virtual da B2B Pay o importador quer dizer que o seu cliente faz seu pagamento dentro da Europa em vez do Brasil e a taxa é definida pela B2B Pay que vai oferecer uma taxa de 1% da taxa média de mercado.

Normalmente transações internacionais são fechadas em dólares USD ou Euros (EUR):

Quando um pagamento é realizado o importador instrui seu banco para realizar tal pagamento.

O banco converte a quantia e deposita o dinheiro na conta bancária do exportador no seu país.

Os efeitos de uma taxa de câmbio desfavorável causada por taxas e cobranças excessivas pelos bancos é absorvida pelo exportador que recebe o dinheiro na sua moeda menos as taxas bancárias e as taxas de câmbio.

Adicionalmente já que o banco que envia o dinheiro não tem um relacionamento como exportador, muitos cheques e compliance devem ser realizados.

Aqui esta um exemplo visual:

Um problema de controle e incentivo

Exemplo:

Um importador francês concorda em pagar 10,000 eur para a compra de smart phones de um fabricante brasileiro. A taxa de câmbio é de 1 EUR = 10 BRL


Controle

Importador recebe os bens e fornece ao banco instruções para pagamento.

96,000 BRL

4% de taxas = 4000 BRL

Processos Bancários:
  • Documentação do Pagador
  • Cheques de compliance
  • Taxas de spread
  • Taxas SWIFT
  • Taxas de Transação
  • Transfere 10,000 EUR

Incentivo

Perdas do Exportador de 4,000 BRL

Banco do importador no Brasil: recebe 96,000 BRL

No mundo dos bancos, você escutará termos como IBAN, SWIFT e BIC. O Código de Identificação Bancário é também conhecido como BIC. Outro nome para a mesma função é o SWIFT, sigla em inglês que quando traduzida significa Sociedade para Telecomunicação Financeira Interbancária Mundial. Os termos são intercambiáveis e um BIC ou SWIFT é um código entre 8 a 11 caracteres que identifica um banco específico em algum lugar do mundo. É uma forma de regulamentação e a B2B Pay tem seu próprio BIC ou SWIFT de acordo com as regras bancárias internacionais.

IBAN significa Número de Conta Bancária Internacional, que pode ser verificada em qualquer lugar do mundo para garantir a segurança e a legitimidade de sua conta bancária virtual assim como as transações que entram e saem dela. É fácil verificar o IBAN de uma pessoa que você pretende ter como parceiro comercial e garantir que o pagamento que você irá receber é legítimo. Existem muitas calculadoras e software que permitem converter a conta bancária de um cliente ou fornecedor para um IBAN. A BIC fornece o banco e o país de origem na sua conta.

Ao realizar importações e exportações, este números são importantes para as transações financeiras relacionadas a estas além de oferecer adicional camada de segurança em cada transação. Aqui está o significado de cada grupo de números num código BIC:

  • Os 4 primeiros dígitos são o código do banco que é emitido pela SWIFT.
  • Os seguintes 2 dígitos é a sequência numérica referente ao código do país.
  • O dígito 7 e 8 fornecem o código da localização.

Depois destes, um número de 3 dígitos pode ser fornecido opcionalmente. Este é o código da agência que é gerado pelo banco.

Tradicionalmente, códigos BIC foram usados por bancos para transferências bancárias. Com tecnologias novas é possível realizar esta função mais rápido e facilmente através de uma conexão segura via a internet. Em vez de ter que visitar um banco e preencher formulários e esperar na fila, com uma conta virtual é possível realizar transferências internacionais de seu escritório sem precisar desperdiçar tempo em bancos. As economias que podem ser atingidas com uma conta bancária virtual da B2B Pay chegam a 80% graças ao domínio da tecnologia sobre gastos com pessoal, papelada e outros gastos agregados que bancos têm que ter para realizar a mesma transação.

A B2B Pay é uma Fin-Tech (Empresa de Tecnologia Financeira) que oferece as melhores taxas de transação e de câmbio para transações comerciais da Europa para o resto do mundo. Nós somos parceiros do banco Nordea na Finlândia e do banco Barclays em Londres e temos o objetivo de mudar como os pagamentos internacionais são realizados, baixando as taxas e tempo de processamento substancialmente.

Nossa soluções funcionam para exportadores para a Europa com uma conta bancária virtual e habilitam exportadores, empresários e lojas virtuais para receber pagamentos de seus clientes Europeus.

Abertura de contas bancárias

Assim que você receber seu número IBAN você pode usá-lo nas suas faturas com seus clientes europeus. Quando um pagamento chegar na sua conta virtual nos o informaremos e enviaremos o dinheiro para sua conta brasileira.

Seu cliente na Europa pode fazer um pagamento SEPA simples.. Pagamentos em euros entre 35 países são feitos sem qualquer tipo de taxa (raramente com uma taxa nominal) e estes são completados no próximo dia útil.

Negociamos com nosso parceiro Sueco/Finlandês - o banco Nordea - para assegurar aos nossos clientes as melhores taxas.

E-Banking

A B2B Pay oferece a opção para exportadores internacionais que fazem grandes negócios com clientes Europeus. Para grandes pagamentos nós somos muito mais baratos e simples que uma solução de pagamentos e-commerce.

Por favor escreva pra gente se você encontrar uma solução e-commerce que é mais em conta do que nossa oferta.

  • Barclays
  • Techstars
  • Nestholma
  • Nordea
  • Tekes
banco virtual

Para soluções personalizadas,
nos envie um email:

Entre em contato

Join the 10 thousand plus businesses already with B2B Pay.

You will be added to a waiting list. We apologize for the inconvenience! We are switching suppliers with the goal of starting onboarding new clients in October.